,

Terceiro dia 61ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Terceiro dia 61ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

56 bispos paulistas participam da Assembleia Geral da CNBB - Diocese de  Campo Limpo

Sexta-feira, terceiro dia de atividades da 61ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispo do Brasil, com a presença de mais de 400 bispos. Este ano, durante a reflexão sobre o tema central, os bispos do Brasil estão vivendo a experiência do processo do Sínodo sobre a Sinodalidade.
Tema central, “a realidade da Igreja no Brasil e a atualização de suas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora. Três ainda os temas prioritários: Sínodo dos Bispos 2021-2024; Jubileu 2025; e Juventude. Também serão tratados assuntos em razão da previsão estatutária da Conferência (Doutrina da Fé, Liturgia, Relatório do anual da presidência, relatório econômico, Textos Litúrgicos – CETEL).

Este ano, durante a reflexão sobre o tema central, os bispos do Brasil estão vivendo a experiência do processo do Sínodo sobre a Sinodalidade conhecida como “conversação espiritual”. A dinâmica também é denominada “diálogo no Espírito”, com a organização das mesas sinodais.

Outros 18 temas e informes diversos constam da programação da assembleia dos bispos: Análise de Conjuntura Social e Eclesial, Gestão, Inteligência Artificial, Conselho Episcopal Latino Americano e Caribenho, Comissão Comunhão e Partilha, Colégio Pio Brasileiro, Comissão Episcopal para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial e o projeto Igrejas Irmãs, Ministérios Laicais, Estatuto e Regimento da CNBB, Comissão para a Causa dos Santos, Comissão Especial para a Amazônia, Congresso Missionário Nacional, Acordo Brasil-Santa Sé, COP 30, Comissão Especial para os Bispos Eméritos, Eleições Municipais, Campanhas e Organismos do Povo de Deus.

A Assembleia emitirá ainda nos próximos dias quatro mensagens: ao Papa, ao prefeito do Dicastério para os Bispos, ao povo brasileiro e ao povo católico.

Celebrações

Todos os dias, no Santuário Nacional, às 7hh30, os bispos participam das celebrações eucarísticas. Houve também uma celebração penitencial no dia 11 de abril.

Neste sábado, dia 13, às 18h, os bispos rezam o terço no Santuário e haverá uma celebração inter-religiosa no dia 17.

O número de bispos no país é de 482, dos quais 316 estão no exercício do governo pastoral de uma Igreja Particular (dioceses e arquidioceses) e outros 166 são bispos eméritos.

Nesta quinta-feira à tarde, dia 11, o episcopado brasileiro concluiu o retiro conduzido pelo cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado que também presidiu a Celebração Eucarística.

O cardeal Pietro Parolin na primeira entrevista coletiva do evento falou sobre a temática do retiro. “O tema do retiro: ‘O Caminho Sinodal’, em sintonia com o Sínodo, que terá seu término em outubro deste ano, articulado em três palavras importantes que o Santo Padre sempre nos fala: comunhão, participação e missão. Eu penso que este caminho é uma obrigação, um tema para todos os cristãos, que acordem para estes três temas, ou seja, todos são chamados a isso!

Falando à Rádio Vaticano – Vatican News, o cardeal Parolin disse que os temas abordados durante o retiro são fundamentais, precisamente para a vida da Igreja.

“O fato de que somos uma comunhão, que todos nós, em virtude do Batismo e da Confirmação — os sacramentos da iniciação cristã —, devemos participar, e devemos participar no sentido de proclamar o Evangelho, primeiro a nós mesmos, porque, como recorda a Evangelii nuntiandi (exortação apostólica do Papa Paulo VI, em dezembro de 1975 ), antes de evangelizar, a Igreja deve deixar-se evangelizar”.

Experiência Sinodal

Já no início da Assembleia, e também em retiro, os bispos estão realizando a “Conversa no Espírito” em 45 mesas sinodais, organizadas como pequenas comunidades. Cada mesa tem a presença de um facilitador que conduzirá este diálogo espiritual. Momentos de oração e silêncio farão parte das três rodadas deste método.

“Esta é a novidade trazida pelo Sínodo, que é justamente a conversação no Espírito. Antes de entrar nos debates dos temas da Assembleia, então, é necessário escutar o Espírito Santo. E isso se deu justamente em Roma e está se espalhando por toda a Igreja. Esta metodologia do escutar a voz do Espírito, diante das novas tecnologias”, disse o Cardeal Parolin.

Em outubro de 2023, durante a primeira sessão do Sínodo dos Bispos em Roma, o Papa Francisco disse que, na “Conversa no Espírito”, encontramos um caminho de participação voltado para a comunhão e renovação da missão que acolhe em unidade as diferenças na Igreja, encontrando o caminho sempre à luz do que inspira o Espírito.

56 bispos paulistas participam da Assembleia Geral da CNBB - Diocese de  Votuporanga/SP

Categorias